Um novo modelo de Parque de Exposição para Barreiras

Uma comitiva formada por integrantes da Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB) e Prefeitura Municipal de Barreiras, visitou o Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte e a Embrapa Gado de Corte, localizados em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

A necessidade da viagem surgiu depois que o Ministério Público da Bahia e a Prefeitura Municipal de Barreiras assinaram um Termo de Ajustamento de Condutas (TAC), em que mudaria a configuração do Parque de Exposição Engenheiro Geraldo Rocha, para um Parque Natural Municipal de Barreiras, impedindo que eventos voltados a pecuária possam ser realizados no local. A maneira arbitrária e açodada que o TAC foi firmado, deixou um dos principais vetores de desenvolvimento do município, a pecuária, sem um local apropriado para realizar seus eventos de transferência de tecnologia.

Em busca de uma solução ao impasse, a FAEB resolveu intermediar a problemática, entrou em contato com a Federação de Agricultura do Mato Grosso do Sul (Famasul) para intermediar a visita e sugeriu que fosse formada uma comitiva para conhecer o Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte e a Embrapa Gado de Corte para que Barreiras pudesse ter algo semelhante, com espaço destinado para receber os animais para comercialização, bem como um local de difusão de tecnologia e treinamento das pessoas que trabalham no campo.

Pela Acrioeste participaram os diretores Antonio Balbino de Carvalho Neto, José Maria Albuquerque, Stefan Zembrod, Paulo Baqueiro, Amauri Stracci e Celmo Cerrato, pela Prefeitura Municipal de Barreiras o vice-prefeito Emerson Cardoso e o Chefe de Gabinete Jeferson Barbosa Santos, pela FAEB o coordenador de programas, Leonardo R. Paulino.

Durante a visita, o vice-presidente da Acrioeste Antonio Balbino Neto e o Diretor Financeiro José Maria Albuquerque Júnior, concederam entrevista ao Programa Mais Pecuária, exibido ao vivo no Canal do Boi.

De acordo com Balbino, o Oeste da Bahia apresenta um avanço muito forte no setor do agronegócio e se não for feito de uma forma ordenada, que possa transferir conhecimento, pesquisa e tecnologia, o ambiente voltado para instituições ligadas a agropecuária não avançará plenamente no quesito conhecimento, produtividade e produção. “A agricultura implementada no Oeste da Bahia está totalmente consolidada e feita de maneira totalmente profissional e precisamos avançar no mesmo sentido na área pecuária”, disse Balbino.

Para José Maria Albuquerque Júnior, o grande desafio da pecuário do Oeste da Bahia, é reinventar o modelo das exposições tradicionais. “Precisamos criar um novo projeto que esteja a altura da região do Matopiba, que atualmente é muito forte na agricultura e que vem apresentando um crescimento significativo na pecuária”, reforçou Zé Maria.

Integrante da comitiva, o vice-prefeito Emerson Cardos afirmou que a visita tem por intuito buscar conhecimento a fim de consolidar o crescimento da agropecuária, um vetor econômico de uma região cheia de oportunidades. “Estamos trabalhando para ampliar transferência de tecnologia e universalizar o acesso ao conhecimento a todos os produtores rurais”.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2021