‘Safra do boi gordo deve atingir ápice em maio’, diz Safras & Mercado

Fonte Canal Rural

A arroba do boi gordo permaneceu estável nesta terça-feira, 6, de acordo com a consultoria Safras & Mercado. O analista Fernando Henrique Iglesias afirma que frigoríficos e pecuaristas seguem avaliando o comportamento da demanda para a carne bovina, que continua aquém dos patamares normais diante do distanciamento social em relevantes centros consumidores, notadamente no estado de São Paulo. “O mercado espera o pior Dia das Mães em termos de resultado de vendas dos últimos anos”, diz.

Além disso, a chegada de uma frente fria ao Centro-Sul do país acelera o desgaste das pastagens e reduz a capacidade de retenção dos pecuaristas. “Assim a expectativa é que a safra de boi gordo atinja seu ápice neste mês”, diz. Um alento para os frigoríficos são as boas vendas para a China, que continuam ocorrendo de forma exponencial.

Na capital de São Paulo, os preços do mercado à vista ficaram em R$ 194 a arroba. Em Uberaba (MG), permaneceram em R$ 183 por arroba. Em Dourados (MS), ficaram em R$ 176 a arroba. Em Goiânia (GO), o preço indicado foi de R$ 180 a arroba. Já em Cuiabá (MT), ficou em R$ 171 a arroba.

Atacado

No mercado atacadista, os preços da carne bovina seguem acomodados. O escoamento da carne bovina entre as cadeias continua muito lento mesmo com a proximidade do Dia das Mães.

O corte traseiro teve preço de R$ 13,50 o quilo. A ponta de agulha ficou em R$ 10,70 o quilo. Já o corte dianteiro seguiu em R$ 11,30 o quilo.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2020