Quantas bezerras de cinco arrobas eu consigo recriar em 50 hectares?

Fonte Giro do Boi

No Giro do Boi desta segunda-feira, dia 26, o zootecnista Tiago Felipini, profissional especialista em nutrição e consultor da Alcance Planejamento Rural, além de ser também pecuarista, ajudou um produtor baiano com sua dúvida sobre recria de fêmeas.

O criador Joedson dos Santos disse que tem uma área de 50 hectares em Barreiras-BA e perguntou quantas bezerras de cinco arrobas ele pode recriar nesta área. Sua intenção é engordar as fêmeas jovens até as 12 arrobas dentro de um período de seis meses contando com suporte da suplementação a pasto.

Segundo Felipini, o sistema pode variar de 50 a até 200 novilhas que podem ser recriadas na área. O fator decisivo é a fertilidade do solo, que define a capacidade de suporte da pastagem.

“O primeiro trabalho que nós temos que fazer é coletar uma amostra de solo e fazer uma análise completa dessa área. Tendo essa análise de solo desta área em mãos, nós conseguimos fazer um trabalho de interpretação de acordo com o modelo de balanço de massas. E aí vamos dizer para você qual a capacidade de suporte de acordo com a sua fertilidade natural”, indicou o zootecnista.

Com a análise em mãos e já sabendo do potencial de sua área em termos de capacidade de suporte, o produtor tem uma decisão a tomar. “E aí você toma a decisão, se você vai trabalhar com aquele mínimo de lotação, de acordo com a fertilidade que você tem, ou se você vai adubar com o nutriente que está faltando para poder aumentar a sua lotação”, simplificou.

“Às vezes você tem fósforo para trabalhar com 200 novilhas nessa área de 50 hectares, mas se o nitrogênio no solo for abaixo do recomendado, […] a lotação pode descer para 50 (cabeças por hectare)”, ilustrou.

O consultor se dispôs a ajudar o pecuarista com a interpretação caso a análise do solo seja feita. “Precisamos fazer análise desse solo e você pode mandar para nós para fazermos a interpretação e lhe passar. Esse é o passo a passo inicial, uma análise de solo e interpretação”, confirmou.

O produtor perguntou também se esse sistema de produção, de recria intensiva de fêmeas a pasto, é viável. “Ele também quer saber se é viável essa operação. É viável, sim, desde que deixe margem positiva, desde que deixe lucro para você. Como você vai saber isso? Simples, você precisa fazer orçamento de quanto vai gastar na compra dos animais, na despesa com suplementação […] e depois mão de obra, vermífugo, etc. Depois você calcula o faturamento previsto, quanto a novilha vai dar de receita. Se ela vai dar uma receita de R$ 3.000,00 por cabeça, mas você vai gastar R$ 3.200,00, aí é uma margem negativa e não compensa. Então precisa fazer um trabalho de orçamento previsto e depois receita prevista, uma conta simples de mais e menos que vai te mostrar se é viável ou não, se é recomendado ou não”, concluiu Felipini.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2021