Mourão: ‘Pecuaristas terão que se adaptar para Brasil reduzir emissões de metano em 30%’

Meta foi acordada entre mais de uma centena de países nesta quarta-feira, incluindo o Brasil, nesta quarta-feira durante a COP26

Fonte Canal Rural

Mais de cem países assinaram nesta quarta-feira, 03, durante a COP26, um compromisso global que prevê reduzir as emissões de metano em 30% até 2030. O Brasil, que está entre os signatários do acordo, é um dos principais emissores de metano do planeta.

“O Brasil está empenhado [nessa campanha para redução das emissões] porque é uma questão de Estado”, comentou o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmando que é preciso encarar o problema “de frente”.

“A questão do metano está ligada aos excrementos da pecuária, principalmente. Nós temos um rebanho bovino enorme, vai ter que haver uma adaptação, um planejamento para isso. Já existem empresas que fazem a mitigação dos dejetos do gado, existe know-how. E tem recursos envolvidos aí na ordem de US$ 12 bilhões que estariam envolvidos para auxiliar os países nesse processo”, disse.

Mourão acrescentou que grande parte dos produtores brasileiros já realiza a coleta e a deposição dos dejetos, de forma a não haver contaminação ambiental.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2021