Embrapa disponibiliza publicação clássica sobre correção e adubação do solo no Cerrado

Ascom Embrapa

Está disponível para download gratuito o livro “Cerrado: correção do solo e adubação”, dos editores técnicos Djalma Martinhão e Edson Lobato, duas importantes referências em Ciência do Solo que atuaram na Embrapa Cerrados (DF). Editada em 2002, com segunda edição em 2004, a publicação, que até então era acessada somente pela compra da versão impressa, contribui para a produção de recomendações de correção da fertilidade solo em níveis desejáveis e compatíveis com os fatores de produção (terra, capital, mão de obra) disponíveis na propriedade a fim de conferir sustentabilidade ao processo produtivo no Cerrado.

Como comentam os editores técnicos no prefácio, “a agricultura nos solos de Cerrado difere das áreas com solos mais férteis apenas na correção da pobreza natural de nutrientes e da sua acidez. Uma vez superada essa limitação, a situação é a mesma de qualquer agricultura bem feita em qualquer lugar onde se procura restituir ao solo nutrientes extraídos e exportados como produto agrícola, pecuário ou florestal e perdidos de alguma forma”.

O livro foi elaborado a partir de resultados de pesquisa dos 19 autores dos capítulos e de outros autores, bem como das vivências individuais e de contatos com outros pesquisadores, professores, extensionistas rurais, agentes de assistência técnica, produtores rurais, produtores de insumos, estudantes, processadores e consumidores do produto agrícola.

Os 14 capítulos abordam o solo e as relações com o uso e o manejo; amostragem de solos, corretivos e fertilizantes, correção da acidez do solo; inoculação de leguminosas e manejo de adubos verdes; adubação com nitrogênio, com fósforo, com enxofre e potássica; micronutrientes; análise foliar; fertilidade do solo e máxima eficiência produtiva; calagem, adubação, corretivos e fertilizantes para culturas anuais e semiperenes; bem como calagem e adubação para pastagens.

Sobre os editores técnicos

Falecido em 2020, Djalma Martinhão trabalhou na Embrapa Cerrados desde a fundação da Unidade, em 1975. Foi um dos principais protagonistas no desenvolvimento de tecnologias na área de fertilidade e química do solo para a agricultura no Bioma Cerrado.

Colega de Martinhão na Embrapa Cerrados, Edson Lobato atuou na Unidade entre 1975 e 2004, quando se aposentou. Desenvolveu pesquisas que avaliavam a fertilidade do solo e a produtividade agrícola no Cerrado, com destaque para a adubação e a recuperação de solos pobres. Em 2006, junto com o ex-ministro da Agricultura Alysson Paulinelli e o pesquisador do Instituto Internacional de Pesquisa (Estados Unidos), Colin MacClung, recebeu o World Food Prize, pelo papel vital em transformar o Cerrado – antes uma terra infértil – em uma região altamente produtiva para o cultivo de grãos.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2021