Brasil exporta 1 tonelada de carne para cada 5 t de milho

Fonte Agrolink

A Bolsa de Comercio de Rosário (BCR) realizou um relatório sobre a comercialização externa de carnes comparando o desempenho da Argentina com o seu principal concorrente e parceiro comercial do continente sul-americano. Foi analisada a evolução dos embarques de milho e carne bovina, aves e suínos nos últimos 20 anos no Brasil e na Argentina.

“Pode-se constatar que hoje o Brasil exporta uma tonelada de carne para cada cinco de milho, enquanto a Argentina despacha uma tonelada para cada 40”, aponta Desiré Sigaudo, Guido D’Angelo e Emilce Terré, analistas da BCR e autores do relatório.

Maiores fornecedores sul-americanos de alimentos, Brasil e Argentina possuem um perfil de exportações bastante diferente. O Brasil é o terceiro maior produtor de milho e o segundo maior exportador do cereal do mundo. Nas últimas 20 safras (1999/00 a 2019/20), a produção brasileira de milho triplicou.

Por outro lado, nem todo esse crescimento da produção brasileira de milho foi direcionada à exportação. Muito do que foi plantado serviu de insumo para impulsionar o desenvolvimento dos setores de carnes, fazendo com que as exportações de carne bovina, suína e de aves crescessem quase sete vezes no período.

A Argentina é o quarto maior produtor e terceiro exportador de milho do mundo, o que delineou um perfil agroexportador muito diferente. “Nos últimos 20 ciclos (1999/00 a 2019/20) a produção de milho argentino triplicou , fazendo com que as exportações se multipliquem 3,5 vezes seu volume”, apontou a BCR.

Ao contrário do Brasil, onde as exportações de carnes cresceram a um ritmo superior ao de grãos não processados, na Argentina os embarques de carnes multiplicaram-se por 3 neste período, abaixo do crescimento das exportações de grãos.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2021