ADAB desonera produtores da cobrança de GTA em leilões e feiras de animais

A partir de agora, os leilões e feiras de animais que acontecem por toda a Bahia em extenso calendário anual, vão contar com uma novidade: a participação dos animais não será condicionada à cobrança de Guia de Trânsito Animal (GTA) sobre o deslocamento entre a propriedade e os locais dos eventos. A resposta da Procuradoria Geral do Estado à uma solicitação do diretor da Adab (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia), Maurício Bacelar, vem atender à uma antiga reivindicação dos produtores. A cobrança se dará apenas quando houver, de fato, a comercialização. “Se os animais deixarem o evento agropecuário em nome de um novo proprietário, estaria então, consumada a operação comercial para a taxação do animal”, explica Maurício.

A reivindicação chegou à Adab após uma reunião com um grupo de pecuaristas que solicitou a mudança com validade para logo após o retorno dos eventos agropecuários, depois do período de quarentena na Bahia.

“Entendemos que a mudança vai contribuir e muito para a movimentação do setor, possibilitando que os produtores exponham seus animais, a partir desse estímulo”, estima Maurício.

A GTA atual para cada bovino ou equídeo é de R$ 4,80 e o mesmo valor para grupo de três ovinos ou caprinos.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2020