Acrioeste Itinerante é sucesso em Angical

A Acrioeste Itinerante realizada no último dia 05, na Fazenda Baraúna, zona rural de Angical, Oeste da Bahia, reuniu quase uma centena de pessoas, entre técnicos, pecuaristas, gerentes de fazendas, vaqueiros, fiscais agropecuários e estudantes.

Organizado pela Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), o evento foi realizado na propriedade do médico Dr. Jairo Soares, e foi uma oportunidade de transferência de conhecimento e tecnologias usadas nas fazendas.

Empresas parceiras da associação, como Matsuda, Procria, Biogéneses Bagó, Nogueira, Timac Agro e Loroeste Máquinas Agrícolas montaram estandes e disponibilizaram através de apresentações, o portfólio de produtos de cada empresa e abordaram temáticas como: Suplementação, Sementes, Inseminação\Protocolo, Genética, Sanidade, Herbicidas\Adubação, além de demonstração de maquinário voltados a produção de gado de corte e de leite.

A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), também marcou presença com fiscais sanitários. A médica veterinária Kátia Pedrosa conversou com os participantes sobre a Brucelose, uma zoonose cada vez mais presente nos rebanhos do Oeste da Bahia e fez um alerta importante: “Quem não vacinar seus rebanhos contra a Brucelose, não vai conseguir emitir Guia de Transporte Animal (GTA) e ficará impedido de circular e comercializar seus rebanhos”.

Além da parceria com as empresas citadas, a Acrioeste Itinerante teve o apoio da Prefeitura Municipal de Angical, através das Secretarias Municipais de Saúde e de Agricultura, da Câmara Municipal de Vereadores de Angical, da Igreja Católica do município e da Polícia Militar.

Mario Mascarenhas, presidente da Acrioeste, fez uma breve introdução e falou sobre a estrutura organizacional da entidade, além de agradecer todos os envolvidos e que tornaram mais fácil a realização da Acrioeste Itinerante no município de Angical. Mario Mascarenhas fez questão de lembrar aos presentes o massacre que parte da mídia vem fazendo contra o agronegócio. “Somos nós os que mais preservam a natureza. Sim, nós produzimos, mas produzimos com responsabilidade social e ambiental. O Brasil está a onde está por conta do agronegócio. Nós é que somos a base de sustentação do nosso país e precisamos ser respeitados como tal”, desabafou o presidente da Acrioeste.

Pesquisa recente do Ministério da Agricultura indica que a produtividade da agropecuária brasileira cresce 3,36% ao ano e é superior à de países como Argentina, Austrália e China. A média histórica dos Estados Unidos (1948|2015), por exemplo, é de 1,38%. Isso mostra o profissionalismo empregados da porteira para dentro. Cada vez mais o agropecuarista brasileiro produz mais em menos áreas.

Os ganhos em produtividade vieram, principalmente, dos investimentos em pesquisas, da adoção de novos sistemas de produção, das melhorias da infraestrutura e instrumentos adequados de políticas agrícolas.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2019