Acrioeste e Cipe Cerrado definem estratégias para as demandas da pecuária regional

A Acrioeste, através de seu presidente Mario Cezar Mascarenhas e do Diretor de Eventos Adjunto Carlos Antônio Menezes Leite se reuniu com o Comandante da Cipe Cerrado, Major Giovanni, para deliberar sobre como solucionar problemas enfrentados pelos pecuaristas do Oeste da Bahia.

De acordo com relatos do presidente da Acrioeste, os pecuaristas enfrentam problemas causados pelos furtos de gado, fogos oriundos de caçadas que acabam atingindo as pastagens e as áreas de reserva florestal, entre outros.

“Ficamos satisfeitos com a receptividade e comprometimento do comandante Giovanni, que ofereceu todo o apoio no quesito segurança. Major Giovanni pediu que sempre que ocorrer algum problema como furto de gado ou qualquer outra demanda, que os pecuaristas registrem Boletim de Ocorrência para gerar dados que serão utilizados pela polícia para definir estratégias e executar as ações”, disse Mascarenhas.

Para Carlos Leite, o encontro foi fundamental para definir ações que serão implementadas pela Cipe Cerrado. “O Major Giovanni deixou claro que ele não foca nos problemas, mas nas soluções desses problemas. “Ficamos de encaminhar as coordenadas das fazendas dos associados da Acrioeste, bem como facilitar o acesso das viaturas que faram visitas periódicas para inibir a ação dos criminosos”, disse Carlos Leite, satisfeito com o resultado do encontro com o comandante da Cipe Cerrado.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2021