Brasil conseguirá cobrir apenas 56% dos gastos necessários com infraestrutura até 2040

 

Fonte Universo Agro

O investimento em estradas no Brasil precisa crescer quase 3,5 vezes em relação à taxa atual, aponta o relatório do Global Infrastructure Hub (GI Hub) do G20, documento que descreve as necessidades de investimentos em infraestrutura globalmente e individualmente para 50 países e sete setores até 2040.

Os dados do estudo para o Brasil, especificamente, pontuam que a infraestrutura de transporte brasileira tem muitos desafios pela frente. Segundo o relatório, o Brasil conseguirá cobrir somente 56% dos gastos necessários de infraestrutura até 2040. No que diz respeito aos outros modais, incluindo ferrovias, aeroportos e portos, o documento sustenta que o Brasil precisa dobrar seus gastos atuais.

O estudo também revela que os custos para implantar a infraestrutura necessária para apoiar o crescimento econômico global deverão atingir US$ 94 trilhões até 2040, com mais US$ 3,5 trilhões necessários para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODSs) para o acesso universal às famílias de água potável e eletricidade até 2030, elevando o total para US$ 97 trilhões.

O documento ressalta, ainda, que US$18 trilhões (quase 19%) desses US$ 97 trilhões não poderão ser financiados. Ou seja, será necessário investir US$ 3,7 trilhões por ano em infraestrutura para atender as demandas de uma população global em crescimento acelerado. Este valor é equivalente ao PIB anual total da Alemanha – a quarta maior economia do mundo.

De acordo com o relatório, este desafio não se restringe somente às economias emergentes que precisam criar uma nova infraestrutura, mas também aos países avançados cujos sistemas em obsolescência precisam ser substituídos. Os Estados Unidos, por exemplo, apresentarão o maior déficit em gastos com infraestrutura, de US$ 3,8 trilhões, enquanto que a China registrará a maior demanda, de US$28 trilhões – 30% das necessidades globais de investimento em infraestrutura.

  • Compartilhe:

© Copyright - Todos os direitos reservados - Acrioeste 2017